domingo, 6 de outubro de 2013

UMA HISTORINHA COM 3 FINAIS DIFERENTES PRA REFLETIR

39 comentários:

  1. Hmm, peguem a enxada e boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Está faltando mais uma, falando sobre ele ESTUDAR...
    O saber também possibilita grandes mudanças na vida de todos ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cê tá de zueira, né, mina... Diz q tá, vai...

      Excluir
    2. O saber muda sim! Não viu os professores apanhando nos protestos? Eles estudaram muito pra isso!

      (Estou brincando... ou não estou... ou estou...)

      (Universitário aqui, só pra constar...)

      Excluir
    3. Olá Estudante de Pedagogia.
      Interpretei as charges como sendo o trabalho, a disciplina, a renuncia, o foco e o esforço árduo em tudo que nós vamos fazer para obter os resultados positivos inclusive nos estudos pois sem a enxada (livro) na mão nada se concretiza!! Por isso vc tá certa tb.

      Excluir
    4. Como estudante de pedagogia você esta muito ruim de raciocínio.

      Excluir
    5. Por falar em estudar vai estudar um pouco sobre história atual ou simplesmente analise melhor o primeiro quadro e perceba, que estudar pra aquela família está fora do contexto real, ela fala sobre algo tipo bem o oposto das novelas da globo que diz " educação pra todos, canal futura " portanto que venha da nossa cartilha. Enfim acho que o final foi feliz mesmo sem essas merdas universitárias que são fábricas de alpinistas sociais, Áh, não sou universitário, nem quero ser,

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Nããão, as charges não abordam a questão do acesso ou não a escola pelo filho, charge retrata a hierarquia paternal como o chefe de família e sob o novo foco constitucional brasileiro, referente aos direitos da criança e do adolescente, o filho denuncia o pai por maus tratos uma vez que a lei o resguarda, porém isso é benéfico ou não para a nossa sociedade????

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Quem discorda da moça deve estar do grupo do sem estudo. Porque com muito estudo você pode ser o que quiser: Pode passar em concurso Federal (Polícia, Administrativo, TI, etc), Estadual (Detran, Educação, Administrativo, etc) e/ou Municipal. Inclusive, no estadual, você pode entrar na PM e meter o cacete e jogar gás de pimenta em quem quiser (porque não dá em nada mesmo). Se estudar muito mesmo, pode até ficar no lugar do Joaquim Barbosa.

      Mas, é aquele negócio: Com o saber, você começa a pensar, e aqui no Brasil, a ignorância é uma dádiva (as provas estão nos comentários acima).

      Isso ae, continuem achando que a educação não muda sua vida, e continue reclamando da vida... O governo agora isso!

      Excluir
    10. Então estudiosos de plantão que acham que estão sendo "inteligentes", imagino que vocês souberam interpretar o texto e o contexto da tira... ou será que não? A crítica não encontra-se no caminho escolhido, na questão do estudo e sim na dedicação e força de vontade para lutar e crescer dentro das possibilidades de um determinado momento.

      Excluir
  3. O ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) enfatiza muito os direitos, entretanto, os responsáveis pelas órgãos de defesa da criança e do adolescente não lhes mostra ou cobram seus deveres, quais estão presentes na mesma Lei. Com isso, os país são proibidos de educar seus filhos da melhor maneira sob o risco de ser preso, as crianças crescem sem responsabilidades e sendo alvo fácil para os marginais, que os recrutam tornando-os em marginais ainda na infância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se é a melhor maneira, pq seriam presos? São presos pq a maneira que julgam ser melhor É CRIME.

      Excluir
    2. os marginais somos NÓS, colega, TODOS nós. Sacou?

      Excluir
  4. Trabalho infantil é crime. Que pai é esse colocando o filho para pegar numa enxada em vez de um livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara são pensamentos como o seu que estragam a juventude de hoje, é melhor, pegar uma enxada pra ajudar o trabalho da familia não vai fazer que a mão ninguem (que ja não é tão criança assim) caia, pelo contrario vai mostrar o valor que tem isso pra vida, familias como essa retratada geralmente tem que ralar de sol a sol pra garantir o seu sustento, ai vem alguem dizer que um garoto de 12 ou 13 anos ñ pode trabalhar,faça-em o favor.

      Excluir
    2. Concordo contigo Oziel, quem normalmente é contra crianças ajudarem os pais nos afazeres diários da casa, não sabem da realidade e das dificuldades de cada família.
      O que está sendo abordado não é o tipo de trabalho proibido pelo ECA, que é o que visa a exploração da mão de obra infantil. As pessoas precisam sair do pensamento "dentro de caixas pré-formatadas" para compreender a realidade desse nosso Brasil.

      Excluir
    3. Trabalhar enobrece a pessoa, não quer dizer que não possa estudar, agora dizer que NÃO pode trabalhar ae sim, você vai fazer um belo país, para os Corruptos, que estão ae no poder.

      Excluir
    4. acorda para a realidade Nilton, você não consegue ver o contexto da sociedade brasileira?...acorda amigo, eu dou graças a deus de saber que é pela simplicidade da inchada que se absorve os verdadeiros valores, através dos meus pais, e absorvo o conhecimento de livros e estudo, sem perder e ENTENDER a profundidade da charge, que espero um dia que voce venha a entender.

      Excluir
  5. Sr Nilton, todos nós sabemos muito bem que o lance da enxada não destrói a vida de ninguém, e sabemos também que, nosso avós não foram criminosos por fazerem isso com nossos pais... Ainda sim, penso que a 3º história tenta apenas nos mostrar que o caminho mais difícil é também o caminho mais recompensador... Seja só pelo estudo e, mais difícil ainda quando temos que conciliar estudo e trabalho.... O fato é que isso não é impossível pra ninguém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, o acompanhamento severo da vida do filho, como ele se relaciona, como ele estuda, o trabalho da mãe, muitas vezes a ausência do pai, são todos fatores que influenciam, mas não justificam a opção pela vida criminosa.

      Excluir
  6. Sair de casa e enfrentar a vida não é uma escolha ruim, é apenas uma das possibilidades de escolha na vida. Muitas pessoas que tiveram a ousadia de saírem das asas dos país conseguiram progredir de maneira magnífica, enquanto outros que permaneceram nesse sistema patriarca/familiar não conseguem levantar da cama sem a ajuda de outros, são seres dependentes de outros.

    ResponderExcluir
  7. A charge em dois extrems devemos pensar que o menor pelo ECA é incapaz de tudo, mas pode sim os pais incentivá-lo desde cedo, não com enxada, mas com responsabilidades, regras, horários, educação, estrutura familiar, cultura, boa conduta e a trabalhar como jovem aprendiz para que o Estado não precise intervir nas relações familiares sendo o vilão da história pela qual ele terá de ter procedimento padrão em todos os casos.

    ResponderExcluir
  8. A Historia vermelha tem outros possíveis finais... virar político ou pastor...

    ResponderExcluir
  9. Quem inventou q somente jovens de mais de 16 anos podem trabalhar foi essa sociedade hipócrita... o jovem deve ter responsabilidades desde crianças... primeiro aprendendo a arrumar suas coisas como: brinquedos, materiais escolares, banhos em animais de estimação.. depois com o tempo ajudando aos pais a arrumarem a casa o quintal, a um necessitado, aos PROFESSORES, aos amigos... e por volta de uns 13 anos com tarefas q requerem mais responsabilidades é claro sempre c a supervisão dos pais... esse de só aos 16 o adolescente d hj em dia não lava nem seu próprio prato q come... por isso q se tornam vagabundos pois querem as coisas e não babem como conquistar ai vão pelo caminho mais fácil q é o crime....

    ResponderExcluir
  10. Se o pai vai preso ele ganha auxílio-reclusão, que não é para o preso como a maioria pensa é só para a família. Assim ele estudaria e seguiria em frente na vida.

    ResponderExcluir
  11. conhecimento nao agrega p@#$% nenhuma se voce nao coloca em prática, (a sabedoria da inchada poucos conhecem) herança de família não se deixa de lado.

    ResponderExcluir
  12. Ou você aceita e acredita no que seus pais tem a oferecer, ou vc luta sozinho, enfrentando as consequências da dura realidade! Nada será fácil e, como mostra a imagem, não temos mtas opções!

    ResponderExcluir
  13. A charge só quis dizer que a familia ter que trabalhar em equipe ,e isso inclui os filhos ,isso é diferente de trabalho forçado, conceito tão simples e muitos não entenderam !

    ResponderExcluir
  14. Cadê a minha enxada, mãe? Ah, ta aqui. Já achei, obrigado mãe, vou voltar ao trabalho...

    ResponderExcluir
  15. é estuda meu filho, que a caneta é mais leve que a enxada,....lembrei dessa frase que muito vi no facebook, mas esqueceram de dizer que o carater que a familia acrecenta pesa mais que tudo e humildade vem de berço, conheço muitos por ai que nem primario tem e ta meçhor que muitos com ensino superior, alguns ate empresrios, quando a pessoa tem indole e humildade cresce.

    ResponderExcluir
  16. A diferença está em como reagimos com as situações que nos tiram da zona de conforto.

    ResponderExcluir
  17. Essa charge está 75% completa, uma vez que não mostra o caminho em que o jovem aceita a imposição e, trabalha e estuda, no caso da agricultura como é o cenário abordado o curso a seguir seria agronomia, tornando a atividade mais rentável e sustentável. fazendo com que tivesse um final feliz e outro melhor ainda.

    ResponderExcluir