domingo, 6 de outubro de 2013

McDonald’s chega a falência na Bolivia

Por Amary Nicolau (da Redação)
A população boliviana não acredita na publicidade e no preparo rápido de alimentos, como nos EUA. Os bolivianos simplesmente não confiam em alimentos preparados em tão pouco tempo. As informações são da Natural News.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Sessenta por cento dos bolivianos são indígenas que preferem não trocar um alimento saudável, a gastar dinheiro em um lugar como o McDonald’s. Apesar de preços convidativos oferecidos pela rede, o McDonald’s não conseguiu convencer os bolivianos a comerem seus BigMacs, McNuggets ou McRibs.
A boliviana, Esther Choque disse, enquanto esperava um ônibus em frente a uma das franqueadas já fechada do McDonald´s: “O mais perto que eu já cheguei desse restaurante foi em um dia que estava chovendo e subi os degraus para me manter seca. Mas os funcionários me enxotaram, dizendo que eu estava sujando o restaurante. Por mim podem ir embora da Bolívia mesmo.”
Rede de ‘fast food’ permaneceu na Bolívia por uma década, apenas com perdas anuais
Oito restaurantes da rede de ‘fast food’, localizados nas cidades de La Paz, Cochabamba e Santa Cruz de La Sierra, supostamente operaram com perdas anuais. Após 14 anos de presença no país, loja após loja foi fechando as portas.
Uma profunda rejeição cultural
A partida do McDonald’s da Bolívia foi algo tão importante que um documentário começou a ser filmado, chamado “Porque o McDonald’s quebrou na Bolívia”, apresentando cozinheiros, nutricionistas, historiadores e educadores rompendo a realidade repugnante do alimento oferecido pelo McDonald’s.
A rejeição não é necessariamente com base no sabor ou no tipo de alimento, mas sim uma rejeição ao sistema ‘fast food’. De forma que os bolivianos valorizam a qualidade do alimento que ingerem. O tempo de preparo das refeições de ‘fast food’ serve como um tipo de alerta para eles. Os bolivianos buscam refeições locais e querem saber que foram preparadas da maneira correta.
Este pensamento boliviano evita o processamento da carne utilizado por várias redes de ‘fast food’, como o McDonald’s.
Você sabia que o McRib é processado com 70 ingredientes diferentes, que incluem azodicarbonamida, a farinha de branqueamento usada na produção de espuma e plástico? McRib se constitui por misturas de tripas, coração e estômago. As proteínas são extraídas da mistura muscular que se liga a carne de porco, de forma que possa ser moldada nas fábricas. Embora seja vendido como costela, não existe nada de costela.
A rejeição boliviana contra o McDonald’s criou um bom exemplo para o resto do mundo seguir.

http://www.anda.jor.br/03/08/2013/rejeicao-nacional-obriga-mcdonalds-a-fechar-todas-as-lojas-na-bolivia

7 comentários:

  1. Reportagem furada! Morei por 5 anos na Bolivia! Realmente, McDonalds vc nao ve em nenhuma cidade! em compensação Burger King só em Santa Cruz de la Sierra existem uns 3 ou 4! E Boliviano gosta de fast food pakaramba! A quantidade de Pollo ( Frango) q tem por lá em forma de fast food acho q nao existe em nenhum outro local do mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, moro a 4 anos em Cochabamba, aqui você pode encontrar um fast food especializado na venda de frango em cada esquina, o Burger King sempre esta cheio de gente.

      Excluir
  2. Que reportagem tosca! Acabei de voltar da Bolívia e todos os fast food que vi estavam com filas sempre.

    ResponderExcluir
  3. Os Bolivianos tem sua propria rede de fast food que chama Toby, por sinal é muito gostoso e mais barato que o Mac Donalds, o preço de um big tasty, você come três Doubly Toby, que é muito mais gostoso que big tasty e mais saudavel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tobby Copiou muitas coisas das MC, hoje em dia a TOBY sua forma de trabalho e vendas sao copiadas da MC, inclusive as batatas sao feitas parecidas a MC

      Excluir
  4. Sou Boliviano, o motivo do que fechou as portas MC e porque nao tinham ganancias suficientes ou esperadas. Os americanos queriam ganhar dinheiro como nos outros paises.
    A gente (joven) adoraba as MC, eram filas enormes, podiao ficar ate1 hora esperandopara poder comprar 1 MC, as filas chegaban ate fora. Mais isso por puco tempo.
    1 ano a bolivia (para a MC) foi nomeada como o pais que mais aniversarios de criancas teve. era um sucesso!!
    A Burguer King, SubWay, Etc, ainda sobreviven porque os produtos utilizados sao bolivianos, tomate, carne, farinha, etc.
    A MacDonalds tudo era importado, As batatas Fritas, Verduras, Copos, Papel, tudo direto dos EEUU, eu vi o caminhao chegar varias veces pela porta traseira para descarregar os produtos, era um caminhao enorme.
    A carne era importada da Argentina.
    Outro fato importante era que os precos para o boliviano era muito caro, nao era asequivel a cualquer cidadao.
    o que eu digo e verdad, e nao tem nada que ver con a cultura nem a higiene.
    So o preco que poucos bolivianos nao podian pagar y o gringo que queria ganhar muito mais.

    ResponderExcluir