segunda-feira, 29 de julho de 2013

Femen decreta fim de filial brasileira: “não nos representa”

A filial brasileira da organização feminista Femen não existe mais. A informação foi dada por uma das fundadoras do movimento original, a ucraniana Alexandra Shevchenko, em entrevista ao jornal Zero Hora. Segundo ela, a dissolução da organização no Brasil se deve aos problemas que tiveram com a sua organizadora no país, a paulista Sara Winter, que confirmou a notícia.
femen mundial alexandra
A ucraniana Alexandra Shevchenko, líder mundial do Femen. (Foto: AFP)
“Gostaria de dizer algo que imagino seja novo para vocês. Não temos mais Femen Brazil. A pessoa que nos representava, Sara Winter, e que tem sua própria conta no Facebook, o Femen Brazil, não faz parte do nosso grupo. Tivemos muitos problemas com ela. Ela não está pronta para ser líder. É uma pena, mas essa decisão faz parte do nosso crescimento como movimento honesto. O Femen Brazil não nos representa”, disse Shevchenko ao jornal.
A ucraniana não deu mais detalhes sobre a decisão, mas prometeu que o movimento será reconstruído no país.
Por sua vez, Sarah confirmou atritos com a matriz ucraniana. “As ucranianas são muito autoritárias. Em vários aspectos discordamos da postura delas, como no caso do comportamento discriminatório que elas tem com relação às mulheres islâmicas. Somos a favor da pluralidade religiosa”, afirmou.
Ela afirma que não recebeu a ajuda de custo prometida para poder se dedicar somente ao movimento de maneira regular. No entanto, ela afirma que, mesmo sem o nome, pretende continuar organizando protestos.
Também afirmou ao Zero Hora que a organização lhe exigia ações “absurdas”: “Elas queriam que eu contratasse um helicóptero para desenhar um símbolo do Femen no Cristo Redentor. Como iria fazer uma coisa dessas? Queriam que eu encontrasse uma cruz de madeira no Rio ou em São Paulo e serrasse?”.

Histórico

O Femen é um coletivo de ativistas feministas que nasceu na Ucrânia em 2008 e ganhou ramificações em diversos países, que chama a atenção da mídia tradicional nos protestos em que participa pelo “ativismo de topless”.
No entanto, a atuação de Sara, que chegou a ser presa diversas vezes durante protestos realizados no país, sempre foi vista como controversa e criticada por diversos grupos feministas.
Em 2011, a então vice-presidente do grupo, Bruna Themis, decidiu sair em razão de discordâncias pela forma com que Sara organizava o movimento, como por exemplo , rejeitar integrantes acima do peso (o que Sara nega). Seu passado ligado a grupos de skinheads e sua homenagem à ex-premiê britânica Margaret Thatcher, que morreu no mês passado.
Em resposta ao blog BiDê Brasil, a filial britânica do Femen respondeu dizendo que Thatcher não é um símbolo feminista.
Opera Mundi

33 comentários:

  1. Uma pena. Acho válido a iniciativa de protestar nua - afinal, o choque que a pele nua causa, especialmente quando, ao invés de poses sensuais, ouve-se palavras de ordem, atrai atenção para qualquer assunto. Que chocante para nossos papais e mamães de famílias verem mocinhas gritando à plenos pulmões contra desordens do mundo, ao inés de ficarem de bundinhas empinadas, excitando marmanjos? esta é a grande sacada do grupo. Mas, como sou gordinha, não poderei colaborar com o grupo... rsrsrsrsrsrsrsrsrs. Mas acho muito legal e válido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nâo diga isso Marcela..gordinha pra mim e pra muitos é sinal de gostosinha...magra demais é chato..e pela foto vc é lindaaaaa....irias arrasar num protesto...

      Danilo

      Excluir
    2. E outra coisa Marcela...as Ucranianas podem ter o rosto bonito mas sem peitos..todas lisas e feios..uma mais cheinha quase sempre tem peitões..


      Danilo

      Excluir
    3. Nossa, Danilo. Aqui? Pelamordideus!

      Excluir
    4. Isso mesmo meninas, vão estudar, arrumar um emprego, porque com estes corpinhos feios e estes peitinhos murchos nem a playboy vai contratar vcs. Existe muitas formas de protestar e chamar a atenção do mundo.

      Excluir
    5. Silvia, desculpa, mas a playboy brasil não existe mais. E essa sua postura de dizer peitinhos murchos e corpinhos feios mostra o tanto de machismo que existe na sua cabeça. Protestar não é pra quem é bonita, corpo escultural. É pra quem tem uma cabeça pensante.
      Até quando nós mulheres vamos ficar refens da ditadura do corpo perfeito??? Pelamor , né

      Excluir
    6. verdade Sílvia com este pensamento machista seu, não vai ter mulheres peladas e gritando para os homens ficarem vendo.

      Excluir
    7. Hahaha, protestar nua (ou semi), isso é protesto? Pra mim, e pra maioria dos que que gostam de mulher, não passa de economia do dinheiro destinado a boate de strip. Trabalhar ninguém quer, né? Mostrar seus valores funcionais perante a sociedade, e a capacidade profissional igual a dos homens, ninguem quer. Nunca vi as mulheres que se destacam no mundo, as poderosas de verdade, mostrando as tetas. Mostra uma CEO, de empresa nacional que seja, que andou pelada reinvidincando qualquer merda. Não têm...Só lixo inventa essas merdas, mas como homem, neste momento elevo o meu machismo, e digo: que venham mais peladonas, pois embora não mudarão nada do sistema, e não trarão nada de paupável para a classe feminina, para nós da ala masculina é economia, como eu já havia dito...

      Excluir
    8. Porra Lorena, não ferra meu!! Você tem algum problema cognitivo? Não quero lhe ofender, sério, mas não fala asneira! Você quis dar lição de moral na Silvia e só demonstrou acefalia. Primeiro vá até uma banca e vejo se Playboy não existe (em que planeta estás, ó dama?); segundo, você disse " ficar refén de corpo escultural"? Vocês não deveriam ficar reféns de qualquer tipo de corpo, seja escultural gordo, amputado ou o que seja, o que não é como se pode comprovar, o que esse grupinho de alienadas que só quer aparecer, faz. Bem como disse o colega, elas vivem do corpo em sessões de foto, e sabe mais lá o quê fazem(e não duvido, pois só foto e doação, não cobre custa de tantas filiais, e não vem que não tem não...). Hipócritas de merda!

      Excluir
    9. É legal ver mulher pelada, mas ninguém leva o protesto de mulheres peladas a sério a unica imagem que passa é que elas querem aparecer.

      Excluir
  2. se for a exemplo do ocorreu no ultimo protesto nao acho valido nao, acho triste

    ResponderExcluir
  3. engraçado essa ucraniana falar isso agora... a sara falou isso a uns meses atras, ja tem outro grupo e tem ate documentario do discovery falando sobre a sara e o fim do femen brasil... "acredito q seja novo" é piada e querer desmerecer a sara...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não sei se anda por dentro dos acontecimentos no mundo, mas faz mais de 3 meses que o rompimento entre os grupos foi anunciado pela parte ucraniana alegando que a filial brasileira não estava de acordo com a política de protesto do grupo original, somente após esse, somente após esse pronunciamento que a sara entrou com alegações e "desculpas" de como e porquê foi excluída do femen.

      Excluir
    2. Essa cadela toda vez que ia presa lá fora fazendo as merdas dela, ficava gritando que era brasileira para que o policial não a levasse, ou seja, na hora de colocar o nome-de-guerra, em estrangeiro e ir fazer merda lá fora, ela quer se assemelhar a gringas, mas na hora que o coro comia, ai elea voltava atrás. ah vai se foder, porra! Isso é falta de r... Tão cadela quanto, é a loirinha russa (que eu comeria todos os buracos) que manada pchar o cristo. Pora sou Ateu, mas sei que uma Fdp, é que não iria pagar a conta da limpeza, e sim nós trouxas brasileiros. Putas! Aliás, que as profissionais do ramo do entretenimento sexual, me perdoem por compará-las a este grupo imbecil.

      Excluir
  4. Tem mais que acabar mesmo, sou mulher, sou brasileira, mas esta mulher e a forma como ela coordena, não me representa também, ela é preconceituosa e tenho nojo deste grupo que fez coisas horríveis na jornada...

    ResponderExcluir
  5. Por que não fundarem uma nova atuação no Brasil com reais propósitos? Venhamos e convenhamos, a FEMEN no Brasil foi só utilizada, até hoje, para demonstração barata de Belos Corpos.

    Não possuiam ideias fixas e firmes, tampouco realmente protestavam querendo a mudança de algo que estava errado.

    Tenham o que demonstrar utilizando o Cérebro antes de mostrar as Mamas.

    ResponderExcluir
  6. pra mi sao todas putas querendo se mostrar e nada mais do que isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizer que uma mulher é puta por mostrar o corpo é no mínimo ridículo. Vadias sim, mas merecem respeito. É por causa de cabeças como a sua que temos que ir as ruas e exigir respeito. Ridiculo, Célio. Ridículo!

      Excluir
    2. Ué elas são o quê então, executivas bem sucedidas que mostraram seu valor perante a sociedade? Que benefícios essas piranhas trouxeram para você(s)? Resposta: nenhum! Sra Lorena, vc pode nos chamar de mentalidade fraca, mas não somos nós que cada vez mais que mostramos os mamilos somos chamados cada vez mais também de putos! E colega, se isso foi algum plano elaborado por pessoas de altíssimo QI, no intuito de manipular as mentes alheias (principalmente as masculinas) no sentido de psicologia reversa, saiba que não está dando certo. Pra mim, e para a grande maioria, sejam homens ou mulheres, quem mostra teta na rua, é traveco e puta! Mulher decente, protesta de outro jeito, com dignidade e inteligência, tais como os movimentos feministas verdadeiros, estes sim que trouxeram conquista para a ala das xaninhas. Agora se você é adepta em tirar a roupa na rua, só peço que me avise da próxima vez que fizer, pois pelo seu avatar, me parece que você dá um caldo, e portanto levarei minha câmera, ok?

      Excluir
  7. Não vejo motivo para que o nu seja apresentado como protesto. A impressão que passa é que essas mulheres precisam mostrar o corpo pq não tem inteligência, conteúdo. Mais uma prova disso é o não aceite de mulheres acima do peso pela tal ex líder no Brasil. Preconceito deplorável. Esse tipo de expressão exibicionista e vulgar não me representa e jamais o fará.

    ResponderExcluir
  8. Grupos feministas aff ! todos uó ! cheios de mulheres frustradas, mal-resolvidas e amadas, muitas amargas e recalcadas, e claro há também as lésbicas, muitas lésbicas. E este Femem, deveria se chamar Semem rs, mulheres de relativa beleza (esta da foto quase uma modelo)que protestam peladas de maneira sempre sexy, provocativa (pra ficarem bem nas fotos, ou seriam ensaios ? rs), irônico ! criticam o machismo (que muitas vezes só existe na cabeça delas), no entanto suas aparições e jeito de ser, mais parece um ensaio daquela revista que é tida pela maioria das outras loucas feministas como um grande ícone machista. Só rindo mesmo. Hugh Hefner eis ai material farto ! kkkk.

    ResponderExcluir
  9. elas arrecadam dinheiro saindo nuas em fotos, continuam vendendo o corpo .. pedi respeito com a bundinha de fora e bem irônico ...

    Pior e ver "gordinhas"defendendo esse grupo a qual tem preconceito com mulheres fora do padrão de beleza delas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou muito bem Bro, gente hipócrita e louca, são essas que fazem essas coisas, e quem as apóia também!

      Excluir
  10. Mulheres tem esta personalidade, sempre com brigas internas e dificuldade de relacionar com as outras por pura intuição irracional. com esta falta de união elas não andam.

    ResponderExcluir
  11. Já respondi um monte de coisa, malcriadamente, e dane-se, pois sou assim mesmo, e quero ver quem muda minha opinião. Mas agora posto este comentário único, pra dizer que não tem jeito; observem como é furado esse movimento, pois mesmo sabendo que é uma hipócrita que não vale nada, quando olho essa loirinha só penso nela em minha cama trabalhando duro. Quanto as suas revindicações... que revindicações???

    ResponderExcluir
  12. Numa boa, sou brasileira, sou feminista e de feminista esse movimento não tem nada. Apenas me faz lamentar pelo seu desserviço. Achei bem coerente o q o Frank Jr comentou qdo disse a respeito da loira estilo top model q o faz pensar em tudo, menos nas reivindicações. Será que é poraí que conseguimos alcançar nossos objetivos? Algumas lutando tanto por respeito, sendo tratadas como lixo, tendo seus clitóris arrancados e rostos queimados pelos maridos, vivendo sem um pingo de dignidade enquanto outras alienadas saindo pra rua sem fazer idéia do q estão fazendo, pra protestar a favor do peitinho de fora com respeito. Preguiça delas..

    ResponderExcluir
  13. Pois é, gente, não existem feminismos, existem lésbicas duas caras. Agora que a número 2 soltou que a número 1 é autoritária e neonazista, é aquele negócio: filho feio e de feminista não têm pai. BANDIDOS FAKES representam os antifeministas, mas o lesbonazismo não tem pecado, né?
    Falei sobre essas piranhas um dia desses:
    http://avezdasmulheres.blog.com/2013/07/08/o-puritano-feminismo-episodio-3

    ResponderExcluir
  14. muito complicado tudo isso!!

    visitem nosso site de festas infantis!
    buffet niterói

    ResponderExcluir