quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Jornalista diz que médicas cubanas parecem 'empregadas domésticas'

'Será que são médicas mesmo?', questiona Micheline Borges no Facebook.
Após mais de 5 mil compartilhamentos, ela excluiu a conta na rede social.

Mensagem gerou polêmica nas redes sociais nesta terça (Foto: Reprodução/Facebook)

A declaração de uma jornalista do Rio Grande do Norte sobre a aparência das médicas cubanas que chegaram ao Brasil para trabalhar no Programa Mais Médicos gerou polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (27). A jornalista Micheline Borges publicou que as médicas têm cara de "empregada doméstica" e questiona se as mulheres são mesmo profissionais da saúde. "Será que são médicas mesmo?", contesta. Ela excluiu a conta na rede social após a repercussão da mensagem, que gerou mais de cinco mil compartilhamentos até as 16h desta terça.
"Me perdoem se for preconceito, mas essas médicas cubanas tem uma Cara de empregada doméstica. Será que São médicas Mesmo? Afe que terrível. Médico, geralmente, tem postura, tem cara de médico, se impõe a partir da aparência...Coitada da nossa população. Será que eles entendem de dengue? Febre amarela? Deus proteja O nosso povo! (sic)", diz a mensagem postada durante a manhã.

Ao G1, a jornalista pediu desculpas aos que se sentiram ofendidos e afirmou ter sido mal interpretada. "Foi um comentário infeliz, só gostaria de pedir desculpas, fiquei muito angustiada. Ganhou uma proporção muito grande nas redes sociais, onde as pessoas interpretam do jeito que querem. Não tenho preconceito com ninguém, não quis atingir ninguém, nem ferir a imagem nem a profissão de ninguém", declarou.
Justiça
O diretor do Sindicato das Empregadas Domésticas do Rio Grande do Norte, Israel Fernandes, informou que vai analisar a possibilidade de entrar na Justiça contra a jornalista.  "Isso é um absurdo. Em pleno século 21 uma pessoa ainda ter esse tipo de pensamento. Não acredito que essa moça seja jornalista mesmo. É racismo, discriminação, é crime. Vou me reunir com os demais membros do sindicato para analisar a possibilidade de entrar na Justiça. Ela vai responder por esses crimes".

Inscreva-se no nosso canal do youtube 

28 comentários:

  1. Babaca preconceituosa, é desse médicos de porcaria, cheios de postura e com pouco amor ao ser humano é que não precisamos, é pra isso que "nossos médicos" estudam, pra ter status, pra se diferenciar daqueles que deveriam cuidar, se acham seres superiores (não todos é claro), a chegada dos cubanos é um banho de realidade nesse universo superior em que acham que vivem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, boa parte desses "profissionais" não faz um trabalho decente por se achar superior a população que deveriam atender, e quando chega alguém pra fazer o trabalho deles, ficam bravos porque estão tirando o emprego deles.
      Hipocrisia é uma merda mesmo.

      Excluir
    2. O pior de tudo é que os médicos cubanos nem vão tirar emprego de ninguém. Eles estão sendo direcionados às cidades que os médicos brasileiros recusaram.

      Excluir
    3. Pergunta quanto está custando a hora, porque ela tem cara de prostituta!

      Excluir
    4. Não foi coerente ela dizer isso. Mas quanto aos médicos.
      Bom todo mundo vem aqui criticar indignados, por que os médicos não querem atender no interior, okay, tudo bem, mas algum de vocês já pararam para analisar os fatos?
      E os fatos são esses:
      Começando pelo estudo.
      - Você sonha em fazer medicina e ajudar as pessoas, mas você não tem condições de pagar uma faculdade, e as universidades federais tem uma quantidade vagas limitadas, você tem que dedicar um bom tempo de sua juventude estudando para o vestibular, tentando muitas vezes em certos casos. Aí você passa na Universidade, tem que se matar de estudar 6 anos, e depois mais uns 3 de residência, beleza você se formou.
      - No caso de você ter alguma condição de pagar a faculdade, que custa na minha cidade R$ 4.000,00 mensais, ou você faz o FIES (Financiamento), lembrando que você vai ter que pagar. Mesmo assim você tem que estudar muito para o vestibular. Pagar material, livros, enfim muitos gastos.
      - Você recém formado, aceita um emprego em uma cidade no interior do Acre por exemplo. Chegando lá você vai visitar o hospital no qual você irá trabalhar, chegando lá você se dá conta de que existem muitas necessidades por ali, desde material hospitalar, higiene, leitos, equipamentos.Ou seja se você não quiser ser acusado de negligência você terá que se virar nos 30, pagar material e equipamento do seu bolso (como eu conheço muitos médicos que já fizeram), dobrar o horário de trabalho, fazer plantão 24h ou até mais, receber salários atrasados (até 6 meses de atraso) e ainda muito menos do que você receberia trabalhando na sua cidade perto da sua família.
      - Se você financiou a sua faculdade meu amigo, você se ferrou, porque agora terá que pagar tudo, e terá que arrumar um bom emprego se quiser terminar de pagar o financiamento antes de completar 40 anos, esse bom emprego não inclui trabalhar integralmente para um hospital público, pois lá como já citado acima você não recebe em dia, e te pagarão R$ 200,00 por cirurgia realizada.
      - Se você pagou sua faculdade, no caso seus pais, com certeza irão querer algum retorno agora, vão querer que você tenha sua casa, seu carro, e seu consultório. Se você se dedicar a trabalhar em uma cidade do interior do Acre por exemplo, lá você não irá ganhar nem o que você gastou em sua faculdade mensalmente (mensalidade, material, livros, alimentação, transporte, moradia), vai pagar moradia e despesas, além de muitas vezes ter que comprar material hospitalar com seu próprio salário.
      - O médico que ama a medicina se dedica mesmo nessa situação a fazer tudo isso, sim, mas por pouco tempo, por que em um certo momento de sua vida ele vai se cansar, e vai ver que por mais que ele queira ajudar, mudar o mundo, a politicagem é muito FDP pra ajudar ( o que não é mais que obrigação deles). Agora vem o governo federal demonizando generalizadamente os médicos Brasileiros, e se passando por lobo em pele de cordeiro, se passando por vítima. E vocês sempre acusando a todos sem base, sem fatos.
      Não nego, todos nós sabemos que existem médicos mercenários sim, mas generalizar é um mal dos ignorantes, pois qualquer pessoa com o mínimo de sensatez sabe que existem pessoas boas e ruins em todo lugar.
      Vamos pôr a mão na consciência e pensar um pouco à quem devemos cobrar, e quem está sendo hipócrita.

      Excluir
    5. Eu concordo que os médicos, depois de formados, trabalhem na localidade que bem entenderem.Contudo está havendo um preconceito e uma discriminação no que tange aos médicos Cubanos,e isto não é generalização existem inúmeros relatos como este supracitado em que jornalistas ou médicos brasileiros ignoram a ética e hostilizam de forma insensata pessoas probas que são os médicos Cubanos.E usando o seu bordão preconceito é "Um mal dos ignorantes".

      Excluir
  2. bem feito pra essa otaria... tomara que tenha que pagar pelo que falou pra aprender a ficar de boca fechada.

    ResponderExcluir
  3. E ela, cara de que será que ela acha que tem? Parece a noiva do Chuck!

    ResponderExcluir
  4. essa ai num entende nada do ser humano e suas etnias ... aqui ela seria confundida com uma atriz pornô

    ResponderExcluir
  5. Século se escreve com número romano: Século XXI

    ResponderExcluir
  6. Gente não vamos cometer o mesmo erro dela, ela sabia sim que estava sendo preconceituosa iniciou o texto falando isso, deixemos a justiça lhe dar o castigo merecido, pois se não houver o dos homens vai ter o de Deus.

    ResponderExcluir
  7. Dizem que tenho cara de Delegado, mas sou Analista de Sistemas especializado em TI>

    ResponderExcluir
  8. muito feio essa jornalista dizer isso e afinal de contas o que ela tem contra empregados domisticos? ela pensa que por ela ser jornalista é melhor do que um empregado domestico? afinal somos todos iguais perante a lei ,e a lei DE DEUS vai ser caveirinha igual, e outra coisa esses medicos com certeza são mais humano por ser mais humilde , garanto que eles não são tão ambicioso quanto os medicos brasileiros, que bate seu cartão de ponto deixa a população a ver navios la no hospital publico e vai atenter no seu consultorio particular .... isoo sim é ser desumano

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhhh... Vamos ver agora o que a preconceituosa e infeliz vai fazer? Ela tem que pagar por esse comentário. Médicos estrangeiros: Pretos, brancos, gordos, magros, jovens, velhos, altos, baixos, carecas ou não.. Nenhum desses fenótipos irão qualificar o intelecto e a capacidade de cada profissional.
    O que devemos questionar e descriminar é o sistema falido e covarde que o Estado Brasileiro tem hoje.
    Saúde, educação, segurança, Energia, transporte, Alimentação, moradia...Tudo penando por causa da corrupção.
    Ahh.. E sem mais delongas e datavenia, você não tem cara de jornalista ;) rsrsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  10. Não vi racismo nenhum aí, povo ignorante com essa mania de dizer que tudo é racismo... racista é a Globo com aquela programação ridícula, o racismo de verdade ninguém enxerga

    ResponderExcluir
  11. Que isso essa daí vive em que mundo da Disney
    Acho que o governo fez muito bem contratar medicos cubanos e de outras nacionalidades por que eles vão trabalhar onde nossos medicos não querem,Cuidar de riberinhos, pessoas de extrema pobreza.
    As pessoas são tão burras e acham que medico cubano não conhece dengue, sarampo,gripe suina,Eles conhecem doenças piores que ja foram irradicadas aqui.
    brasileiros so faz medicina para virar cirurgião plasticos!!

    ResponderExcluir
  12. É a Elite se manifestando!! kkkkkkk Essa mulher é uma idiota! Imbecil! kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  13. http://www.youtube.com/watch?v=IW4EUHB0wmY

    ResponderExcluir
  14. ela é uma o preconceituosa acredito que qualquer outra pessoa (cubanos) seja melhor que essa ridicula essa miseravel não só desrrespeita profissionais da saude que abandonaram seu pais para nos ajudar como tambem desvaloriza empregada domestica queria saber onde essa ridicula conseguiu o diploma.

    ResponderExcluir
  15. Então quer dizer que não é preciso mais de universidade para se formar, basta ir ao salão de beleza mais próximo e sair de lá com cara de médico, acho que assim que esta bendita mulher conseguiu a "cara" de jornalista!

    ResponderExcluir
  16. Se um dia essa médica estiver viajando em suas férias, e por acaso do destino passe mal, fique doente ou até um acidente ocorra, exatamente numa cidade que o único serviço médico é prestado por um estrangeiro que aceitou qualquer condição com salário inferior para exercer a profissão que a princípio é de salvar vidas, deixando o status de lado, talvez ela mude de idéia...

    ResponderExcluir
  17. Ela tem cara e porte de médica... Mas o espírito é de porca.
    Trágico.

    ResponderExcluir
  18. Não precisamos de jornalistinhas de merda, que muitas vezes, não sabem sequer escrever, qto mais buscar informações para fazer uma matéria decente! Vai trabalhar no Fantástico! Se é que é jornalista mesmo, pela cara (usando a mesma lógica escrota dessa idiota).

    ResponderExcluir
  19. Aparência querida não quer dizer nada! Por exemplo você, é bem arrumada, elegante, e até bonita mas, não apresenta nada de útil na sua bela cabecinha. Mais respeito com as pessoas que estão vindo ocupar o lugar de quem não quer trabalhar por que são mercenários elegantes.

    ResponderExcluir
  20. Jornalista de quinta categoria, vai fritar um ovo ignorante. Aparência não revela uma pessoa, vou te fazer uma pergunta você sabe fazer um café?

    ResponderExcluir