segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Ex-Femen fica noiva e funda grupo feminista que aceita homens


8.mai.2013 - Sara Winter comanda manifestação em São Paulo; na época, ela ainda era líder do Femen no Brasil


A fundadora da célula brasileira do Femen, Sara Winter, está em uma nova fase após ter se desligado do grupo feminista ucraniano. Ela criou uma organização própria, no qual homens serão aceitos: o BastardXs --se lê "bastardos" (o xis no lugar da letra "o" é para não determinar o gênero dos participantes). A informação é da "Folha de S. Paulo".
O primeiro protesto deverá ocorrer na Copa das Confederações, mas Sara diz que o grupo só entra em atividade, mesmo, depois que estiver estruturado.
"Vamos abrir uma microempresa, para ter CNPJ e comprar uma máquina de fazer camisetas e assim gerar renda para nos manter", explica. A logomarca do BastardXs, que se inspira no "A" dos anarquistas, mas o substitui por um "B", está para ser registrada.
Além de ter uma marca diferente do grupo anterior, o novo composto também difere em ideias. "Vamos tirar tudo aquilo que desagradava no Femen. Não vamos mais mexer com religião, por enquanto. Respeitaremos mais o direito à fé."
Representantes do Femen ucraniano dizem que o grupo virá ao Brasil para organizar um braço nacional no segundo semestre.

Sara também deu uma chance aos meninos na vida pessoal. Ficou noiva do namorado, que conheceu no Carnaval carioca, e se muda nesta quinta-feira (6) para o Recife, onde morarão juntos.
Ela até gravou uma declaração de amor, como parte de uma promoção de Dia dos Namorados de uma loja. O vídeo recebeu em redes sociais comentários como "Era só achar uma p****a mesmo que ia deixar de ser feminista".
Ao que ela responde: "Estou impressionada com a quantidade de pessoas que não sabem que feministas não precisam ser lésbicas. E que podem se apaixonar!"

3 comentários:

  1. Respostas
    1. só para saber... e os homens? vão andar por ai de pinto de fora??? tsi tsi tsi

      Excluir
  2. Ah não, rola de fora não pode, muito ofensivo, dá até cadeia! kkkkkk

    ResponderExcluir