quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A hipocrisia do Criança Esperança

Dar com uma mão e pegar muito mais com a outra é indefensável moralmente.
O programa arrecada menos de 0,5% do que a Receita Federal está cobrando da Globo
O programa arrecada menos de 0,5% do que a Receita Federal está cobrando da Globo
                            Texto e imagens de: http://www.diariodocentrodomundo.com.br
Imposto é um dos temas mais quentes do mundo moderno, e o Diário tem coberto o assunto intensamente.
Nos Estados Unidos, por exemplo. Barack Obama usou isso como uma arma para atacar seu adversário republicano Mitt Romney. Romney é um homem rico, mas tem pagado bem menos imposto, proporcionalmente, do que um assalariado comum.
Obama o desafiou a publicar o quanto ele pagou nos últimos cinco anos. Se ele fizesse isso, Obama jurou que não tocava mais no assunto. Romney não fez, e se estrepou nas eleições.
No mundo, agora. Um levantamento de um instituto independente chamado TJN mostrou, em 2012, que mais de 30 trilhões de dólares estão escondidos em paraísos fiscais, longe de tributação. Se aquela cifra descomunal fosse declarada, ela geraria impostos de mais de 3 trilhões, considerada uma taxa (modesta) de 10%.
Lembremos. Imposto é chato e ninguém gosta, nem você e nem eu. Mas é com ele que governos constroem escolas, estradas, hospitais etc. Logo, eles são do mais absoluto interesse público.
Agora, o Brasil.
Uma notícia espetacular, a despeito do número esquálido de linhas, foi publicada há algum tempo na seção Radar, de Lauro Jardim, da Veja: a Globo, o Paraíso dos “PJs” está sendo cobrada em 2,1 bilhões de reais pela Receita Federal por impostos que alegadamente deveria recolher e não recolheu.
Segundo o Radar, outras 69 empresas foram objeto do mesmo questionamento fiscal. Todas acabaram se livrando dos problemas na justiça, exceto a Globo. Chega a ser engraçado imaginar a Globo no papel de vítima solitária, mas enfim.
Em nome do interesse público, a Receita Federal tem que esclarecer este caso. É mais do que hora de dar um choque de transparência na Receita – algo que infelizmente o governo Lula não fez, e nem o de Dilma, pelo menos até aqui.
Se o mundo fosse perfeito, a mídia brasileira cobriria a falta de transparência fiscal para o público. Mas não é. Durante anos, a mídia se ocupou em falar do mercado paralelo.
Pessoalmente, editei dezenas de reportagens sobre empresas sonegadoras. A sonegação mina um dos pilares sagrados do capitalismo: a igualdade entre os competidores do mercado. Há uma vantagem competitiva indefensável para empresas que não pagam impostos. Elas podem investir mais, cobrar menos pelos seus produtos etc.
Nos últimos anos, o assunto foi saindo da pauta. Ao mesmo tempo, as grandes corporações foram se aperfeiçoando no chamado “planejamento fiscal”. No Brasil e no mundo. O NY Times, há pouco tempo, numa reportagem, afirmou que o departamento contábil da Apple é tão engenhoso quanto a área de criação de produtos. A Apple tem uma sede de fachada em Nevada, onde o imposto corporativo é zero. Com isso, ela deixa de recolher uma quantia calculada entre 3 e 5 bilhões de dólares por ano.
Grandes empresas de mídia, no Brasil e fora, foram encontrando jeitos discutíveis de recolher menos. Na Inglaterra, soube-se que a BBC registrou alguns de seus jornalistas mais caros, como Jeremy Paxton, como o equivalente ao que no Brasil se chama de “PJ”. No Brasil, muitos jornalistas que escrevem catilinárias incessantes contra a corrupção são “PJs” e, aparentemente, não vêem nenhum problema moral nisso. Não espere encontrar nenhuma reportagem sobre os “PJs”.
Os brados contra a sonegação deixaram de ser feitos pela mídia brasileira quando as empresas aperfeiçoaram o ‘planejamento fiscal’ — uma espécie de sonegação legalizada, mas moralmente imoral.
O dinheiro cobrado da Globo – a empresa ainda pode e vai recorrer, afirma o Radar – é grande demais para que o assunto fique longe do público. A Globo costuma arrecadar 10 milhões de reais com seu programa “Criança Esperança”. Isso é cerca de 0,5% do que lhe está sendo cobrado. Que o caso saia das sombras para a luz, em nome do interesse público – quer a cobrança seja devida ou indevida.
A Inglaterra não apenas está publicando casos de empresas que pagam muito menos do que deveriam, como Google e Starbucks, como, agora, nomeou os escritórios de advocacia mais procurados por corporações interessadas na evasão legal.
De resto, a melhor filantropia que corporações e milionários podem fazer é pagar o imposto devido. O resto, para usar a grande frase shakesperiana, é silêncio.

13 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Be the change that you wish to see in the world. ( Mahatma Gandhi ) todos aceitam esta frase como inspiradora, sábia, de bom senso, conceito virtuoso etc e tal... mas com uma resalva; não toquem no meu bolso !!!

    ResponderExcluir
  3. Longe de mim querer defender a Globo, mas ela tem projetos, como os de restauração de cidades antigas (principalmente em Minas) e o governo isenta ela de alguns impostos.. Não seria isso?

    ResponderExcluir
  4. melhor que discutir essas questões de menor Relevância
    bom mesmo é saber como ganhar dinheiro de forma simples
    em uma empresa com renome e registrada na receita federal
    com trajetória de mercado de 1998 veja mais detalhe aqui:https://www.frpromotora.com/44941579

    ResponderExcluir
  5. melhor que discutir essas questões de menor Relevância
    bom mesmo é saber como ganhar dinheiro de forma simples
    em uma empresa com renome e registrada na receita federal
    com trajetória de mercado de 1998 veja mais detalhe aqui:https://www.frpromotora.com/44941579

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk alguem faz alguma coisa neste abençoado pais pensando no bem comum, nao todos so querem a brasa para sua sardinha.

    ResponderExcluir
  7. Só quero saber uma coisa: enfim......o que este texto quiz dizer exatamente, pois a pessoa que o escreveu colocou opiniões de coisa nenhuma e esclareceu menos ainda, parágrafos sem encaixe na questão a que se destinava, devo ser muito burro, pois ficou sem nada a dizer, ao menos para min, me desculpe se for algum redator ilustre de alguma revista ou jornal importante, mas deveria ser mais claro no que ele ou ela quis dizer, preferi perder meu tempo reclamando do que ir ver quem fez......

    ResponderExcluir
  8. Phoda-se criança esperança!!Prefiro guardar o meu dinheiro!!

    ResponderExcluir
  9. A globo tem coragem de pedir doação para o Criança "esperança" e depois de 2 meses dão 2 Milhões para os Participante do BBB. Pau no da Globo !!!

    ResponderExcluir
  10. Só sei que ou você da sua grana para o governo e seus patrocinadores ou então você continua escravo dos patrões desse Brasil que não muda. vou dizer mais nesse país além de quem é rico fica mais rico e quem é pobre fica mais miserável, armas de fogo , drogas e bebidas matão menos que uma caneta nas mãos de um político Brasileiro :/ então galera enquanto houver acordo entre emissoras , governo e traficantes estamos nas mãos deles não participem com essa bosta de arrecadar dinheiro do Criança não tem esperança, a única coisa que eles fazem é paga milhões no Big Bosta Brasil , gordo Feinômeno e outras besteiras mais não ajude a globo fica mais rica .

    ResponderExcluir