sexta-feira, 24 de maio de 2013

Adolescente vende um rim para comprar um iPad



Foto: Adolescente vende um rim para comprar um iPad ! Pode isso gente ?

Todo mundo sabe que os aparelhos da Apple levam os consumidores à loucura, mas ninguém esperava por essa: um adolescente chinês, identificado como Zheng, vendeu um dos rins para comprar um iPad 2. E, como se não bastasse, acabou não comprando o tablet. Em entrevista para a emissora Shenzhen, o rapaz contou que gostaria de comprar um tablet, mas que estava sem dinheiro. Ao navegar pela internet, ele encontrou um anúncio que oferecia 22 mil iuans pelo órgão, o equivalente a cerca de 3 mil dólares. Depois das negociações, Zheng viajou para a cidade de Chenzhou, onde o rim foi removido em um hospital. O garoto teve alta depois de três dias e, então, recebeu a quantia informada pelos negociantes. Ao perceber que o filho tinha um laptop e um iPhone novos, a mãe de Zheng o pressionou para saber como ele conseguiu comprar os equipamentos, obtendo assim a confissão do rapaz. O caso foi denunciado à polícia, mas os responsáveis pela cirurgia não foram encontrados. O hospital nega qualquer relação com o crime. O caso tem sido tratado como exemplo de um materialismo exagerado que atinge jovens da China e de outras partes do mundo. Além disso, outro assunto preocupante é o comércio ilegal de órgãos, que tem se tornado cada vez mais popular no território chinês.

Any13


Um chinês de 17 anos, identificado apenas pelo apelido de Zheng, confessou à sua mãe que vendeu um rim, após ter visto um anúncio online de doações, apenas para comprar umiPad 2. As informações são do jornal The Telegraph.

De acordo com a publicação, o menino queria o tablet da Apple, mas não tinha dinheiro. Em uma entrevista, ele disse que navegou pela internet e encontrou um anúncio online que oferecia cerca de US$ 2.900 pelo rim. Após as negociações, o menino viajou para a cidade de Chenzhou, na província de Hunan, onde o rim foi removido no hospital local e implantado no novo "dono" em seguida. O menino só contou o que tinha feito porque sofreu complicações após a cirurgia.  

O mercado de doação de órgãos é comum na China, apesar das repetidas tentativas do governo em acabar com a prática. Segundo estatísticas oficiais, mais de um milhão de pessoas no país precisam de um transplante a cada ano, porém menos de 10 mil recebem os órgãos. O motivo é justamente o mercado negro de doações, que enriquecem corretores, médicos e funcionários corruptos do governo.   

iPad 2  


Fonte: Olhar digital

5 comentários:

  1. Pensei que essas coisas de corrupção e interesses escusos eram só no Brasil...É, o mundo já está perdido mesmo! Sem chance. iPad?

    ResponderExcluir
  2. Pense pelo lado bom, ele ajudou outra pessoa UASHUAHSUAHS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse o meu filho e este for independente isso seria o problema dele. Você é a favor de um Estado babá que cuide do que cada um faz com os seus próprios órgãos?

      Excluir