terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Criador de “Irmã Zuleide” é preso em Santos




Com mais de 2 milhões de seguidores no Facebook, o perfil Irmã Zuleide faz sucesso na internet desde a criação, em 2011. O problema é que a foto usada é de uma professora de Campinas, que afirma sofrer uma série de transtornos com a situação.
O criador da personagem foi achado pela polícia, em Santos, e enquadrado nos crimes de constrangimento, injúria e difamação.
O tormento da professora começou algum tempo após postar uma foto sua no site do colégio onde trabalha. Em dezembro de 2011, uma colega lhe perguntou sobre imagens suas associadas à personagem, e a vítima desconhecia o fato.
A amiga mandou por e-mail as imagens, algumas de cunho pornográfico, segundo seu relato à polícia, e desde então ela busca remover o material da internet. O advogado da vítima já entrou com várias ações cíveis, conforme o apurado.


Ela relatou que começou a sofrer prejuízos e evita sair de casa por ter virado motivo de chacota. Também tem problemas no trabalho, pois os pais de alunos a questionam, e faz tratamento psicológico.
Durante pesquisa na tentativa de descobrir a identidade da pessoa por trás do perfil fantasioso, o advogado descobriu que o autor desta página iria fazer um show em uma casa noturna no Centro de Santos.
Com essa informação, a vítima veio até a região, acompanhada do advogado e comunicou os fatos ao 1º DP de Santos, que passou a investigar o caso de constrangimento ilegal e difamação.
Foram apresentados vários materiais onde o rosto da vítima, representado a tal irmã era usado. São montagens com o seu rosto e variados corpos de mulheres com propagandas de shows.
Na Boate
Na madrugada de domingo o chefe dos investigadores do 1º DP, Luís Demétrius, foi até a boate com os policiais civis Wanderley, Edson e George.
Quando o acusado, identificado como o DJ Álvaro Oliveira Rodrigues, 30 anos, foi localizado pelos investigadores, não estava caracterizado como Irmã Zuleide. Ele foi levado até o 1ºDP, onde foi registrado um TCO. A vítima pretende representar contra ele.
Morador do Rio Grande do Norte, o rapaz contou ser DJ desde agosto passado, mas que a criação da personagem é anterior, desde setembro de 2011. Ele começou com uma conta na rede social Twitter.
Sua intenção era fazer uma sátira a Igreja Evangélica e “ironizar” seus seguidores, ele afirmou que achou a foto da professora ao pesquisar na internet, aleatoriamente.
Em uma semana, já havia 10 mil seguidores e ontem, mais de 400 mil. Em abril passado, foi criada a página do Facebook.
Máscara
Com o sucesso, o DJ começou a se apresentar usando uma máscara com o rosto da professora e roupas de mulher. O jovem declarou que não imaginava que estivesse prejudicando alguém. O rapaz foi liberado após ser ouvido e teve um notebook apreendido.
Nota de Esclarecimento
Há poucos instantes, o criador usando a Fanpage Irmã Zuleide, soltou a seguinte nota sobre o ocorrido:

“Não vou abandonar o que eu amo, não vou abandonar os que faço feliz. Não vou abrir mão de cada sorriso, de cada mensagem. Não deixar de alegrar diariamente cada um de você. Às vezes as coisas acontecem, mesmo quando não temos intenções negativas, coisas da vida, segredos de Deus. Beijos de luz aos que estão comigo, e obrigada sempre pelo carinho.”
Fonte: Jornal A Tribuna


16 comentários:

  1. O tempo todo o artigo se refere à pessoa como "o" criador de irmã Zuleide, masuins, a pessoa diz "obrigada". Isso não interfere em nada no fato nem nas investigações, foi só uma observação. Realmente pode ser que a criadora não tivesse interesse ruins, mas usar a imagem de seja lá quem for é ilegal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é criadorA é criador, é um homem, por isso a reportagem fala o criador... o nome do camarada é Álvaro Oliveira Rodrigues e tem 30 anos! ;-)

      Excluir
  2. Que absurdo... Penalizar sim! Mas prender por isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que deveria prender sim, pena exemplar, pois já pensou se isso vira moda? Isso realmente denigre e prejudica a imagem de uma pessoa, deve ser processado não só por calunia e difamação, como também falsidade ideológica por usar a imagem de uma pessoa real, ele poderia ter criado uma imagem virtual de uma pessoa, temos muitos programas que fazem isso, mas o bicho é burro demais, fazer o que né?

      Excluir
  3. Prendam ladrões, estupradores, assassinos e etc...
    Esse tipo de gente que a polícia poderia ir atrás, o rapaz errou em pegar imagem alheia, mas prender? Já é demais.

    ResponderExcluir
  4. Errou não, se imagem estava na internet, então é de dominio público. A única ressalva é ele fazer show com a imagem da moça, dai se acho que é ilegal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de estar na internet não significa que a imagem seja automaticamente de domínio público. Se você utiliza uma imagem não autorizada, mesmo que tenha achado no google, é uso indevido do mesmo jeito. Temos que ter mais cuidado ao utilizar o Google Imagens, e conhecer melhor as leis.

      Exemplo: http://tecnologia.terra.com.br/internet/facebook-tera-de-indenizar-brasileira-por-uso-indevido-de-imagem,aacae194c2bda310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

      Excluir
  5. a mesma coisa com as cantadas de pedreiros

    http://www.pavablog.com/2012/08/27/perfil-cantadas-de-pedreiro-tem-foto-nao-autorizada-de-membro-da-assembleia-de-deus-em-petrolina-pe/

    ResponderExcluir
  6. Djalma, não é de domínio público, a foto estava em um site da escola. Nem tudo que está na internet é de domínio público, de onde você tirou esse absurdo? Tem que responder pelo crime, SIM.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. São mais de dois milhões de pessoas que curtem, admiram e seguem a personagem Irmã Zuleide. Em cada postagem há vários comentários e compartilhamentos. O Brasil ama a Irmã Zuleide e ela continuará firme e forte. Ultimamente só tenho entrado no facebook pra vê-la e rir muito. Há alguns dias a tal foto já havia sido tirada, dando lugar a caricatura atual.
    Deus é contigo, irmã. Oremos! rsrsrsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  9. Eu acho é pouco! Se é ilegal então responde pelo crime, sim. Queria que essa professora fosse a irmã, a noiva, a esposa de um de vcs pra vcs sentirem na pele o que essa professora passou de contrangimento, de xacota, de piadinhas diárias no seu trabalho, na rua, em lugares publicos! Tem que pagar por tudo o que ela sofreu e ainda vai continuar sofrendo. Vcs só conseguem ver o lado do criminoso, que é homossexual por opção e se veste de mulher para trabalhar de dj, olhem o outro lado honesto, trabalhador, que nada tem a ver com esse pertubado aí.

    ResponderExcluir
  10. Normal.. Mas acho prender um exagero... E mais idiota é o pessoal aqui bancando os revoltados dizendo que bem feito pro cara, e julgando e tudo mais... Mas na hora de se rebelar contra sérios problemas sociais ficam sentados na frente de uma TV reclamando do que vê sem tomar nenhuma atitude....


    Isso é Brasil...

    Ass Jaack Daniels...

    ResponderExcluir
  11. Acho uma péssima ideia usar a imagem das pessoas, ela poderia usar o próprio rosto dela...não de uma pessoa q ela não conhece!! vou excluir a irmã Zuleide do meu face!! achei muito feio o que ele fez!! quem gostaria de ser usado como uma imagem sem autorização?? critico!!

    ResponderExcluir
  12. Nada a ver, o bagui é mor daora, a professora deveria estar feliz porque querendo ou não é o rosto dela que dá alegria kkkkk

    ResponderExcluir